O Arquivo Público de SC será reaberto à consulta de pesquisadores e estudantes

O Arquivo Público de Santa Catarina será reaberto à consulta de pesquisadores e estudantes. A decisão foi tomada em reunião entre a diretoria do Arquivo e a Secretaria de Estado da Administração. O local estava fechado desde dezembro do ano passado, depois que uma forte chuva provocou alagamento num dos pisos e a água acabou infiltrando para o andar onde estava parte do acervo, atingindo 315, dos mais de 130 mil volumes de documentos.

Na ocasião, voluntários e funcionários do arquivo trabalharam numa força-tarefa para secar e recuperar os documentos molhados. Tudo foi resgatado. Agora, os volumes estão sendo reencadernados e recebendo novas capas. O trabalho minucioso está sendo feito no laboratório, anexo ao arquivo e deve levar mais alguns meses até que todos os volumes sejam reposicionados nas estantes. A previsão é das portas serem reabertas até o final do próximo mês, quando as salas que acomodam os documentos estarão limpas e readaptadas para receber o público.

Mudança para nova sede

O Arquivo Público de SC será reaberto à consulta de pesquisadores e estudantes

O Arquivo Público fica em um prédio no Bairro Saco dos Limões. A proposta do secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, é transformar a sede do antigo colégio Antonieta de Barros, no Centro de Florianópolis, na casa do Arquivo Público catarinense. “A restauração do prédio para alojar o Arquivo Público seria uma estratégia para facilitar o acesso da comunidade ao acervo e favorecer a preservação da história catarinense, já que tudo ficaria centralizado na parte mais antiga e preservada da Capital”, disse.

O prédio estava cedido para a Assembleia Legislativa desde o início do ano. Enquanto o governo do estado trabalha para viabilizar a restauração, estimada em cerca de R$ 5 milhões, o Arquivo vai ser levado para uma sede transitória no Bairro Capoeiras (Rua Prefeito Dib Cherem, 2998). O local está sendo avaliado pela equipe de engenheiros e passará por algumas adequações para receber o mobiliário e o acervo completo. A espaço tem amplo estacionamento, o que facilita o acesso do público. A previsão é de que a mudança para o Bairro Capoeiras ocorra ainda neste ano.

Publicação Jornal o Estado- Fonte SecomSC-Imagens Krislei Oechsler / SEA


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *