Caçador: Projeto Parque Linear Caminho Rio do Peixe apresentado em Brasília

Parque Linear, de Caçador, se torna modelo e é apresentado, em Brasília, como projeto para todos os municípios da AMARP

O projeto do Parque Linear de Caçador se tornou modelo e foi apresentado, nesta semana, em Brasília, ao ministro do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira, com o objetivo de ser implantado em toda a região das associações de municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) e do Meio Oeste Catarinense (AMOC).
Caçador: Projeto Parque Linear Caminho Rio do Peixe apresentado em BrasíliaA apresentação foi feita por prefeitos e representantes dos mais diversos municípios das duas associações.
Nominado como Caminho Rio do Peixe, a gestão ficará a cargo da AMARP, AMOC e o consórcio Cimcatarina, para contratação do desenvolvimento dos projetos, interligando todos os municípios integrantes destas associações, juntamente com Porto União. Este projeto prevê a criação de um parque linear ao longo da ferrovia São Paulo – Rio Grande e sua intersecção com o Rio do Peixe, cortando o estado de Santa Catarina de norte a sul.
Ao todo, este projeto, que também faz parte do programa Líder, do SEBRAE, terá mais de 300 quilômetros acompanhando a malha ferroviária, abrangendo uma população de mais de 300 mil pessoas diretamente e, indiretamente, cerca de 1 milhão de pessoas. “Com isso, teríamos uma integração entre os municípios, impulsionando o turismo regional, proporcionando a utilização de ciclovias, pistas de caminhadas ou de um bonde ou a locomotiva criando uma sinergia regional”, destacou o prefeito Saulo Sperotto.
A interligação terá ciclovias, pistas de caminhadas, recuperação das áreas degradadas, sendo que cada município, em seu perímetro urbano desenvolverá o seu projeto e buscará as autorizações e cessões de áreas, como é o caso do projeto de Caçador, que já está pronto, aguardando a conclusão da análise pela Caixa Econômica, através do Avançar Cidades.
“É um projeto sensacional, que vai integrar desde a bacia do rio Iguaçu até do Rio Uruguai, unificando toda a região, para termos um desenvolvimento integrado e regional. Vamos dar uma utilização para esta área em torno da ferrovia, onde a concessionária, que é a Rumo, não está utilizando”, finalizou Saulo.
Fonte PmC- Edição Jornal Estado Notícias SC-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *