Governo deve antecipar vacina contra a gripe em função do Coronavirus

O governo deve antecipar a vacina em 2020 a pedido dos secretários dos estados e município que pediram a antecipação de vacinação contra a gripe, para proteger a população de doenças respiratórias graves. Nesta quinta-feira (06), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, se reuniu com secretários de Saúde estaduais e municipais, para tratar sobre a situação do novo coronavírus.

Ouça a matéria!

 

De acordo com Secretária de Saúde de Vigilância em Saúde, a maioria dos 24 suspeitos de coronavírus descartados no Brasil, era de pessoas infectadas por Influenza B. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta,  informou que o cromograma de vacinação contra a gripe deve começar no próximo mês.

Além de destacar a importância do início da vacinação, a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, indicou, inclusive, que pessoas vacinadas podem ser mais resistentes ao nCov 2019, sigla utilizada para o novo coronavírus.

Mandetta destacou que ainda não existe vacina contra o coronavírus, mas a imunização ajuda os profissionais de saúde na hora do diagnóstico.

Gestores municipais relataram ainda preocupação com relação a aquisição de insumos. Em algumas cidades já faltam máscaras, aventais, óculos de proteção, sabão para lavar as mãos. E mesmo que se tenha esse material em estoque, caso uma nova epidemia chegue no país será difícil  garantir estoque desses insumos que são linha de frente de proteção nas unidades de saúde.

Os secretários de saúde relataram a dificuldade de comprar o material de proteção, seja por causa dos preços que subiram demais, seja por causa da falta de produtos, já que muitos são fabricados na China.

O ministro Henrique Mandetta afirmou que uma licitação nacional para baratear o preço dos produtos será lançada em breve.

Publicado em 07.02.2020 Jornal o Estado Notícias SC- Fonte Ebc-Por Renata Martin  Imagem Freepik

Leia Também

China: Construção de hospital levou 10 dias para ficar pronto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *