Prefeitura debate as políticas públicas desenvolvidas em São José

 

Prefeitura debate as políticas públicas desenvolvidas em São José
Uma reunião pública, realizada na Câmara Municipal, debateu a pauta da Campanha da Fraternidade 2019, que trouxe para a reflexão o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”

São José, representantes da Prefeitura participaram da reunião pública realizada na Câmara Municipal, na noite desta quinta (27), para debater a pauta proposta pela Campanha da Fraternidade 2019, que trouxe para a reflexão o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”. O objetivo é conscientizar e incentivar a participação dos cidadãos na construção das políticas públicas que existem e devem ser constituídas para garantir os direitos sociais e o bem comum da sociedade.

Na oportunidade, o secretário da Casa Civil, Lédio Coelho, falou em nome do colegiado municipal sobre as políticas de governo desenvolvidas pela gestão da prefeita Adeliana Dal Pont. Também reforçou a importância destas ações na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

 

 O secretário da Casa Civil, Lédio Coelho, fez a apresentação das políticas públicas do Município

 

 

“As políticas públicas devem ser construídas para atender as pessoas que mais necessitam. No âmbito da Assistência Social, Educação, e Saúde, por exemplo, as políticas públicas devem ser construídas, principalmente, para mostrar que não são uma obrigação do Município, mas um direito do cidadão”, comentou Lédio, ao listar uma série de ações de governo desenvolvidas pela atual gestão.

Na oportunidade, o proponente da reunião pública, vereador Caê Martins, destacou a relevância de provocar a reflexão sobre o tema proposto pela Igreja Católica na Campanha da Fraternidade deste ano. “A proposta foi mostrar como cada cidadão pode participar deste processo de construção das políticas públicas e, também, mobilizar a comunidade a participar de forma consciente e participativa na busca por caminhos que visem o bem comum da coletividade”, pontuou o vereador.

Proponente da reunião pública, vereador Caê Martins, destacou a relevância de provocar a reflexão sobre o tema proposto pela Igreja Católica na Campanha da Fraternidade deste ano

Dentre as políticas públicas desenvolvidas no Município, foram destacados os serviços do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas); Centro de Atenção à Terceira Idade (CATI); os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; da Escolinha de Esporte; da Central de Videomonitoramento; do Projeto Conhecer São José; Policlínica de Forquilhinha e o Pronto Atendimento 24 Horas; a Educação Infantil e as Escolas Profissionais, além da construção de áreas de lazer em diversas regiões da cidade.

O debate contou com a participação do padre Alcides do Amaral, pároco da Paróquia Santo Antônio, de Campinas, que abençoou o encontro, parabenizando o empenho todos em promover o momento de reflexão; e do diretor do Centro Educacional Marista São José, Danuzio Brandelero, que resgatou o histórico do processo de motivação da Campanha da Fraternidade.

 

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Florianópolis, Thiago Chaves, falou sobre o conceito de política pública

Também estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Florianópolis, Thiago Chaves, que falou sobre o conceito do que é política pública; e a substituta do Núcleo de Ações de Ouvidoria e Prevenção à Corrupção da Controladoria Geral da União em Santa Catarina, Rosemary Zucareli Inocêncio, que falou sobre as ferramentas a ações de transparência e acesso à informação pública. A reunião pública contou ainda com a presença da vereadora Gilmara Bastos, de secretários e servidores municipais e demais representantes da comunidade.

Políticas públicas

São ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática os direitos dos cidadãos, visando garantir o bem estar da população e da coletividade. As políticas públicas existem e são executadas em todas as esferas de governo do país, ou seja, há ações em nível federal, estadual e municipal

Confira algumas das políticas públicas desenvolvidas em São José:

O diretor do Centro Educacional Marista São José, Danuzio Brandelero, resgatou o histórico da Campanha da Fraternidade

CRAS

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é um serviço que atua no fortalecimento de vínculos familiares, sociais e comunitários em cinco regiões diferentes de São José. Em 2018, o CRAS realizou 13.872 atendimentos. O serviço mantém o acompanhamento de 2.984 famílias, além de realizar 823 visitas domiciliares nas comunidades de Areias, Colônia Santana, Ipiranga, Forquilhinha e Zanellato.

CREAS

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) possui duas unidades em São José: Creas Sede e o Creas Barreiros. O objetivo é ofertar e fortalecer os serviços continuados em Assistência Social com o apoio, orientação e acompanhamento a famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de direitos. Ao todo são 1.693 famílias atendidas no Paefi; 653 adolescentes cumprindo medidas sócio educativas de liberdade assistida e/ou prestação de serviços à comunidade.

A representante da Controladoria Geral da União em Santa Catarina, Rosemary Zucareli Inocêncio, abordouas ferramentas a ações de transparência e acesso à informação pública

CATI

No Centro de Atenção à Terceira Idade (CATI), em 2018, 1.618 idosos frequentaram as atividades oferecidas pelo serviço. No mesmo ano foram realizados 90.569 atendimentos nas áreas de saúde, atividades físicas e socioeducativas, além de apoio aos grupos de idosos das comunidades.

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Oferece, no contraturno escolar, oficinas e atividades culturais, recreativas e esportivas para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, encaminhados pelo CRAS, CREAS, Conselho Tutelar e pelo Ministério Público. No ano de 2018 foram atendidas 645 crianças e adolescentes.

A vereadora Gilmara Bastos também participou da reunião pública sobre o tema da Campanha da Fraternidade 2019

Escolinhas de Esporte

A Fundação Municipal de Esporte e Lazer tem o objetivo de difundir e incentivar diversas modalidades nos 16 polos esportivos espalhados por São José. São mais de 6 mil vagas para crianças a partir dos 6 anos, adolescentes e adultos em mais de 20 modalidades. Na área do Esporte, o Município possui ainda 174 atletas de alto rendimento que recebem o Bolsa Atleta, somando o investimento no valor de R$ 1.331.885, 19.

Conhecer São José

A Fundação Municipal de Cultura e Turismo, em parceria com a Secretaria de Educação, realizam o projeto que visa divulgar e compartilhar com alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino, além de grupos organizados, a cultura e a história de São José, por meio de visitas guiadas aos espaços e prédios públicos históricos. Um total de 4.257 alunos realizaram visitas ao Centro Histórico de São

Prefeitura debate as políticas públicas desenvolvidas em São José
    O objetivo foi conscientizar e incentivar a   participação dos cidadãos na construção das   políticas públicas.

Policlínica e UPA 24 Horas Forquilhinha

Em 2018, no primeiro ano de funcionamento, a Policlínica de Forquilhinha e o Pronto Atendimento 24 Horas já realizavam mais de 346 mil procedimentos e se tornava referência em serviços de Saúde para outros municípios de Santa Catarina. Com um investimento de R$ 11 milhões, a Policlínica de Forquilhinha e UPA 24h têm feito à diferença na Saúde em São José, com ambientes especialmente equipados para a população josefense.

Educação Infantil

Desde 2013, foram construídas 10 novas unidades de Educação Infantil e 16 unidades receberam reformas e ampliações. Com isso, foram abertas 2.338 novas vagas em São José. No ano de 2018, o Município forneceu 5.856 vagas para crianças de 0 a 6 anos. Em 2018 e 2019, a Prefeitura de São José realizou a contratação de mais de 300 profissionais e está executando a construção dos Centros de Educação Infantis (CEIs) Luar, San Marino e Potecas, que representará a criação de 475 novas vagas.

Escolas Profissionais

As sete Escolas Profissionais de São José pertencem à Rede Municipal de Ensino e contam com mais de 4 mil alunos. São ofertados 16 tipos de cursos gratuitos voltados para o artesanato, informática, corte de cabelo, manicure, entre outros. A partir das aulas, os estudantes movimentam a economia local, pois consomem seus insumos na cidade e também comercializam sua produção, possibilitando uma fonte de renda para quem concluiu o curso profissionalizante.

O evento também teve a presença de secretários e servidores municipais e demais representantes da comunidade

Central de Videomonitoramento

São José possui cerca de 250 câmeras espalhadas pelo município, contribuindo para a segurança pública no atendimento das ocorrências. A Central de Videomonitoramento funciona 24 horas por dia, com quatro turnos de seis horas e 12 operadores trabalhando por turno. Atualmente, possui mais de 150 operadores contratados, priorizando as pessoas com deficiência física, promovendo a inclusão social. Em 2018, foram registrados 13.535 atendimentos.

 

 

 

Áreas de lazer

Um diferencial para as comunidades de diversas regiões de São José são as áreas de lazer. Até 2019, foram construídos três parques, três novas praças e foram revitalizadas mais seis praças. Prevista para agosto de 2019, a revitalização do Centro Histórico de São José contará com novo trapiche com 3,6 metros de largura e cerca de 80 metros de comprimento, além da primeira quadra de futebol de grama sintética do Município.

Fonte e Fotos: Divulgação Secom/PMSJ- Edição Sueveni Zózimo – Publicação Jornal Estado Notícias SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *