Projeto Bugio FURB e CELESC realizam ação para proteger os Macacos

Projeto Bugiu : Em uma ação inédita, o Núcleo Alto Vale começa a implementar, nas próximas semanas, uma série de medidas para proteger macacos bugios de sofrerem acidentes na rede elétrica de Blumenau, incluindo o isolamento de cabos, o deslocamento de parte da rede onde foi verificado maior movimentação dos animais e, em especial, a instalação de pontes feitas com cordas, as chamadas passa-fauna.

Foto: Rafael Vieira 

 

A ideia é instalar pelo menos seis pontes em lugares estratégicos identificados como pontos de ocorrência de acidentes e, ainda, monitorar os locais com a colocação de câmeras de vigilância. “Com isso, vamos saber a efetividade das passa-fauna para a redução das descargas elétricas nos bugios”, comenta o gerente do Núcleo do Alto Vale, Cláudio Varella.

 

A ação ambiental executada pela Celesc soma investimentos de R$ 500 mil, e a consolidação se deu por meio de parceria com a FURB – Universidade Regional de Blumenau, pelo Projeto Bugio, que procura proteger os animais e estudar a espécie. A ação também tem o apoio da Polícia Militar Ambiental e acompanhamento da Promotoria Regional do Meio Ambiente de Blumenau.

“Nós trouxemos a proposta dessa ponte de cordas e montamos o protótipo aqui na Celesc, estudando qual seria a melhor forma de instalar os equipamentos que precisamos utilizar e seus desafios. Hoje estamos com a metodologia bem estabelecida a partir desses testes para começarmos a implantar nos locais mapeados”, contou o coordenador do Projeto Bugio, Júlio Cesar de Souza Júnior.

A preservação e o monitoramento dos primatas é vital para a vigilância da febre amarela. Por serem mais sensíveis aos efeitos da doença, eles permitem que a evolução do vírus seja acompanhada antes de afetar seres humanos. Dessa forma, eles funcionam como vigilantes da saúde pública. Caso um primata morto ou doente seja encontrado, a recomendação é avisar a Vigilância Epidemiológica (3317-2100) ou entrar em contato com o Projeto Bugio (3333-3878).

Por Rafael de Araújo e Marcelo Barcelos (Comunicaz a serviço da Celesc), com edição final de Ana Carolina Dall’Agnol (ASCE)-Publicação Jornal Estado Notícias SC

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *