Senado adia eleições municipais o texto segue para votação na Câmara

Senado aprovou  em tempo recorde, nesta terça-feira (23), da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/2020, que adia as eleições municipais de outubro para novembro deste ano. Ele disse que o Senado enfrenta a pandemia da covid-19 com um gesto de bom senso e conciliação. O texto segue para a Câmara dos Deputados e a previsão é de que será votado e promulgado rapidamente.

— Não era possível realizarmos eleições num momento de inseguranças e incertezas. Quero cumprimentar todos os senadores que fazem esta demonstração histórica de responsabilidade, de maturidade política e de certeza das atribuições de cada um — declarou.

Davi atribui a velocidade na aprovação da PEC à consciência do papel do Senado diante de uma crise sem precedentes. Ele avalia que o adiamento do pleito por 42 dias dará tempo para que a questão de saúde pública seja equacionada, preservando a vida dos cidadãos e mantendo a previsibilidade do processo eleitoral.

— Precisamos fortalecer as instituições. Fortalecer as instituições é fortalecer a democracia — afirmou, elogiando também o “papel conciliador” do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.

— O Congresso Nacional, através do Senado, marca uma posição histórica no país colocando a vida em primeiro lugar — afirmou.

Publicado em 24.06.2020- Jornal o Estado Fonte Agência Senado- Imagem  Waldemir Barreto

Leia Também

Prisão em 2ª instância e reforma tributária votadas em agosto segundo Maia

Turismo na economia catarinense tem papel fundamental

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas ações.

https://www.instagram.com/jornalestadosc/

https://www.facebook.com/jornalestadosc/

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *