Vacina contra a Covid-19: Equipe de cientistas da Oxford University comemora bons resultados

Vacina contra coronavírus: Uma equipe de cientistas do Jenner Institute da Oxford University e do Oxford Vaccine Group deu um grande passo em direção à descoberta de uma vacina segura, eficaz e acessível contra o coronavírus. Os resultados do estudo de fase I / II, publicado hoje na revista científica The Lancet, não indicam preocupações precoces de segurança e induzem fortes respostas imunes em ambas as partes do sistema imunológico.

Durante o estudo, os participantes que receberam a vacina tiveram anticorpos neutralizantes detectáveis,  sugeridos pelos pesquisadores como importantes para a proteção, e essas respostas foram mais fortes após uma dose de reforço, com 100% do sangue dos participantes tendo atividade neutralizadora contra o coronavírus. O próximo passo no estudo da vacina é confirmar que ela pode efetivamente proteger contra a infecção por SARS-CoV-2.

Equipe de cientistas da Oxford University da um grande passo para a vacina contra o COVID-19“Vimos a resposta imunológica mais forte nos 10 participantes que receberam duas doses da vacina, indicando que essa pode ser uma boa estratégia para a vacinação”, continua o professor Pollard.

Estudo

Um estudo de fase I / II do Reino Unido começou em abril, testando a vacina contra o coronavírus de Oxford ChAdOx1 nCoV-19.

A equipe começou a trabalhar para desenvolver uma vacina contra a ameaça global que é o coronavírus em janeiro de 2020 e vem trabalhando com urgência sem precedentes em uma corrida contra o coronavírus. Durante o estudo de Fase I / II, a vacina foi avaliada em mais de 1.000 voluntários adultos saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos, em um estudo controlado randomizado. Um subconjunto desses voluntários (10 pessoas) recebeu duas doses da vacina. Entre 23 de abril de 2020 e 21 de maio de 2020, 1077 voluntários receberam a vacina ChAdOx1 nCoV-19 ou uma vacina MenACWY placebo. Não houve eventos adversos sérios à saúde relacionados ao ChAdOx1 nCoV-19.

Vacina contra a Covid-19: Equipe de cientistas da Oxford University comemora bons resultados“ Nos encorajamos pelos dados intermediários da Fase I / II, mostrando que o AZD1222, pois foi capaz de gerar uma resposta rápida de anticorpos e células T contra o SARS-CoV-2. Embora haja mais trabalho a ser feito, os dados de hoje aumentam nossa confiança de que a vacina funcionará e nos permitem continuar nossos planos de fabricar a vacina em escala para acesso amplo e equitativo em todo o mundo ”, afirma Mene Pangalos, vice-presidente executivo de Pesquisa e desenvolvimento de produtos biofarmacêuticos na AstraZeneca. Oxford e AstraZeneca estão colaborando com parceiros clínicos em todo o mundo como parte de um programa clínico global para testar a vacina de Oxford.

Brasil

O programa global é composto por um estudo de Fase III nos EUA, com 30.000 pacientes, um estudo pediátrico e estudos de Fase III em países de baixa a média renda, incluindo Brasil e África do Sul, que já estão em andamento.

A AstraZeneca permanece comprometida em cumprir seu compromisso de acesso amplo e eqüitativo à vacina, caso os ensaios clínicos em estágio avançado sejam bem-sucedidos.

Até agora, os compromissos de fornecimento de mais de 2 bilhões de doses da vacina foram acordados com o Reino Unido, EUA, a Aliança Europeia de Vacinas Inclusivas (IVA), a Coalizão de Preparação para Epidemias (CEPI), Gavi, a Aliança de Vacinas e o Instituto de Soro da Índia. O secretário de negócios Alok Sharma disse: “Os resultados de hoje são extremamente encorajadores, levando-nos um passo mais perto de encontrar uma vacina bem-sucedida para proteger milhões no Reino Unido e em todo o mundo. Com o apoio de £ 84 milhões em investimentos do governo para o desenvolvimento e a fabricação da vacina, a agilidade e a velocidade com que a Universidade de Oxford está trabalhando são impressionantes.

Estou muito orgulhoso do que eles alcançaram até agora. ” Kate Bingham, Presidente da Força-Tarefa de Vacinas do Reino Unido, disse: “O Reino Unido tem a sorte de ter inovadores acadêmicos tão destacados trabalhando ao lado da altamente experiente equipe global da AstraZeneca. Essa parceria está trabalhando a uma velocidade excepcional para demonstrar a segurança e a eficácia clínica da vacina chadox na proteção de pessoas contra a infecção por COVID-19. ”

Leia Também

Semana de esclarecimento de dúvidas sobre novas regras da aposentadoria..Saiba mais

O inverno catarinense está proporcionando paisagens espetaculares

Publicado em 20.07.2020  Fonte University of Oxford   Imagem University Of Oxford

l


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *